quarta-feira, 17 de junho de 2009

AFROBRASILIDADE


O QUE VEM A SER AFROBRASILIDADE:
AFROBRASILIDADE:
"Aqui no Brasil a população negra é significativa e nossas raízes, com "o pé na África", como fala a sabedoria popular. A população afro-americana entretanto, proveio de poucas fontes principais da África. A maioria descende de duas grandes culturas principais: Banto e Nagô. Os negros de origem Bato foram trazidos principalmente das regiões de Angola, Congo e Moçambique. Um terço da população negro-africana é banto. Há aproximadamente 500 povos bantos, ou seja, comunidades culturais com civilização comum e línguas semelhantes.

A palavra "Banto" significa "seres humanos, pessoas, homens, povo". As línguas Banto formam um grande grupo, porém com muita semelhança entre elas. São faladas em muitas regiões da África atual: Uganda, Kênia, Tanzânia, África do Sul, Ruanda, Burundi, Zâmbia, Moçambique, Zimbabue, Angola, Zaire, Gabão, Camarões, República do Congo, Malawi, Botswana, Lesotho.

Outro grande número de afro-americanos e brasileiros tem sua origem na tradição cultural Nagô O nome "Nagô", que originalmente se referia unicamente a um ramo dos descendentes Yorubá de Ifé, foi aplicado de maneira extensiva a todos os povos Yorubá. Os diversos grupos provenientes da África, principalmente do Sul e do Centro do Daome e do sudeste da Nigéria, são conhecidos no Brasil com o nome de Nagô.

Os Nagô são portadores de uma particular tradição cuja riqueza deriva das culturas dos diferentes reinos de onde eles se originaram. Os Ketu, Sabe, Oyó, Egbá, Egbado, Ijexa, Ijebu exportaram para o Brasil e outras regiões da América seus costumes, suas estruturas hierárquicas, seus conceitos filosóficos e estéticos, sua língua, sua música, suas danças, sua literatura oral e mitológica. E, sobretudo, trouxeram para o Brasil sua religião."

PESQUISAÇÃO ROZI DE SÁ
PSICOPEDAGOGA
27 3222-3822 - 9867-9546
ROZIDESA@GMAIL.COM

Um comentário:

filósofa disse...

É muito bacana mostrar o que a cultura negra tem de bom,pois o máximo que se mostra na escola é a esravidão,e com uma ideologia branca e elitista embutida.